Category Archives: ATM

Tratamento da ATM Articulação Temporomandibular e DTM Disfunção Temporomandbular

Até onde o stress pode influenciar a ATM ?

Em um trabalho, recém publicado agora em 2012, no International Journal Medicine Sciencies, realizado no departamento de otorrinolaringologia na Faculdade de Medicina da Universidade da Creta na Grécia, estudou a influência da crise financeira grega nos distúrbios otorrinolaringológicos e observou que houve uma aumento significativo na incidência da disfunções da articulações temporomandibulares, dor orofacial, zumbido no ouvido além de outras disfunções.

Continue Lendo ...

Disfunção da ATM Articulação temporomandibular

Dor orofacial pode ser definida como uma dor que acomete a região orofacial, ou seja, a boca, a face, a cabeça e o pescoço. São dores que podem ocorrer devido a problemas musculares, da articulação temporomandibular (ATM), dos dentes, dos vasos sanguíneos e/ou dos nervos. Dentre as condições dolorosas mais comuns da região orofacial, destacam-se as dores de origem músculo-esquelética, mais conhecidas pelo termo disfunções temporomandibulares (DTMs).

Continue Lendo ...

Sorrir … A Cura para o Stress e para a Depressão

Sorrir ... A Cura para o Stress e para a Depressão Estudos recentes demonstram os efeitos benéficos do ato de sorrir, no nosso organismo, principalmente nas situações de estresse e de depressão, onde foi observado, dentre os vários benéficos a redução do ritmo cardíaco com a redução do nível estresse Um trabalho realizado pela "Psychological…
Continue Lendo ...

O que é Dor Orofacial ?

A Dor Orofacial é uma condição de dor associada aos tecidos da cabeça, face, pescoço e estruturas da cavidade oral. Incluem-se, entre outros, as dores de cabeça, dores com origem do sistema nervoso, dores psicogênicas (por fatores psicológicos), e dores por doenças graves.

Continue Lendo ...

Sintomas DTM e as suas complicações

Tanto os homens quanto as mulheres são vítimas dos sintomas da DTM, no entanto, 90% dos que buscam tratamento são mulheres na faixa etária de 15 a 45 anos. Um grande número deles relata uma verdadeira “via sacra” a procura de tratamento e, o pior, continua levando uma vida acompanhada de suas dores.

Continue Lendo ...