ATM e Dor Orofacial

Atualmente  temos observado um crescente número de pessoas se queixando de fortes dores de cabeça, o que foi recentemente comprovado através de pesquisas, onde se constatou que um em cada três brasileiros apresentavam dor crônica, sendo as mulheres as que mais sofriam com esse tipo de problema.

A dor orofacial pode, muitas vezes, estar associada a um problema articular na A.T.M. (Articulação Temporomandibular) que é uma articulação próxima ao ouvido que funciona, principalmente, durante a abertura e fechamento da boca.

Os principais sinais e sintomas da D.T.M. (Disfunção da Articulação Temporomandibular) são: dor na região da cabeça e do pescoço, sons na articulação durante a fala ou a mastigação (ex. estalos, crepitações), função irregular ou limitada na abertura e no fechamento da boca, zumbido no ouvido e travamento da mandibular.

Estes  problemas causam muitos transtornos para o indivíduo, afetando diretamente a qualidade de vida, uma vez que a dor pode se manifestar de diferentes formas, variando de pessoa para pessoa, podendo ser descrita como: dor latejante, dor irritante, dor perfurante, dor pulsátil, entre outros. Podendo durar segundos, minutos, horas, dias e até meses.

Em nossa clínica, dentro da nossa especialidade, D.T.M. e Dor Orofacial, realizamos o tratamento a partir de uma minuciosa investigação com uma abordagem multidisciplinar contando com o apoio de médicos, psicólogos e fisioterapeutas, buscando sobretudo o restabelecimento da qualidade de vida.

Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente….
William Shakespeare


1. Você sente dificuldade ou cansaço na boca ao se alimentar?
2. Você tem sons (tipo estalido) próximo aos ouvidos ao abrir ou fechar a boca?
3. Você tem dificuldade para abrir a boca?
4. Ao abrir a sua boca ela desvia para algum dos lados?
5. Você tem dor de cabeça constante?
6. Você range ou aperta os dentes?
7. Você sente dificuldade para abrir a sua boca ao acordar?
8. Você acorda com dor de cabeça e cansaço?
9. Você já travou a sua boca (aberta ou fechada)?
10. Você tem estes sintomas acima acompanhados de zumbido?

Se você respondeu a uma dessas questões positivamente, provavelmente você pode estar desenvolvendo uma DTM (Disfunção Temporomandibular).

.

Estudos recentes tem demonstrado que as doenças reumáticas são altamente prevalentes atingindo cerca de 3 a 8 % da população mundial, afetando tanto homens como mulheres bem como adultos e crianças, contrariando o que se achava antigamente, onde se pensava que a doença reumática atingia apenas idosos .

As doenças reumáticas, comprometem várias estruturas do sistema musculoesquelético do corpo, atingindo também a ATM (Articulação Temporomandibular) trazendo ao indivíduo grandes transtornos, entre eles, dores, bloqueios e travamentos nos movimentos de abertura e o fechamento da boca impossibilitando ou dificultando a alimentação e a comunicação (fala).

O nosso tratamento, é um trabalho complementar ao tratamento realizado pelo Reumatologista, onde buscamos em uma visão multidisciplinar, restabelecer a função mastigatória bem como a função da comunicação, objetivando sobretudo a restituição da qualidade de vida.

.

O zumbido no ouvido, atualmente, é um dos temas mais discutidos e estudados no mundo, pois vem aumentando a sua incidência tanto entre adultos como entre as crianças, gerando muitos transtornos entre eles destacamos os transtornos psicológicos, deixando o indivíduo durante as crises, nervosos e irritadiços.

Por ser uma patologia de origem multifatorial, ou seja, pode ser iniciado ou desencadeado por vários tipos de problemas, ele pode tambem ser  descrito pelos pacientes de diferentes formas e maneiras.

Em muitos, casos observamos que a DTM (Disfunção Temporomandibular) pode estar relacionada com o zumbido no ouvido, pela proximidade anatômica das estruturas do sistema auditivo com as estruturas da ATM (Articulação Temporomandibular), observar no desenho abaixo.

O nosso tratamento, é um tratamento focado em uma terapia multidisciplinar, onde buscamos dentro da nossa especialidade, restabelecer a função da ATM (Articulação Temporomandibular) eliminando qualquer interferência que esta possa estar causando as estruturas auditivas.

.

.