o que é apneia do sono

O que é Apneia do Sono? Compreenda os Sintomas e Tratamentos

O que é Apneia do Sono? A apneia do sono é uma condição séria que afeta milhões de pessoas ao redor do mundo, mas ainda é frequentemente mal compreendida ou não diagnosticada. Este post tem como objetivo esclarecer o que é apneia do sono, seus sintomas, riscos associados e as opções de tratamento disponíveis.


Aparelho Intra Oral para o Ronco e a Apneia

Feito sob medida para você

anti ronco

O Que é Apneia do Sono?

A apneia do sono é um distúrbio caracterizado por interrupções recorrentes na respiração durante o sono. Nesses episódios, o indivíduo experimenta cessação temporária da respiração, que pode durar de alguns segundos até minutos. Estas interrupções, ocorrendo várias vezes ao longo de uma hora, podem ter consequências sérias para a saúde. Elas aumentam o risco de problemas cardíacos graves, como parada cardíaca, além de elevarem a probabilidade de eventos cerebrovasculares como o acidente vascular cerebral (AVC). Em casos extremos, podem até levar ao óbito noturno.

Existem três categorias principais da apneia do sono: a Apneia Obstrutiva do Sono (AOS), a mais comum, ocorre quando os músculos da garganta relaxam excessivamente, obstruindo as vias aéreas; a Apneia Central do Sono (ACS), resultante de uma falha na comunicação entre o cérebro e os músculos respiratórios; e a Apneia Mista do Sono, que combina elementos de ambos os tipos anteriores.

Apneia Obstrutiva do Sono (AOS)

A Apneia Obstrutiva do Sono (AOS) é a forma mais prevalente deste distúrbio e ocorre devido ao relaxamento excessivo dos músculos da garganta durante o sono. Este relaxamento muscular causa um estreitamento ou bloqueio completo das vias aéreas superiores. Quando as vias aéreas se fecham, o fluxo de ar é interrompido, o que resulta em pausas na respiração, conhecidas como apneias.

Estas pausas podem durar de 10 a 30 segundos, mas em alguns casos, podem se estender por mais tempo. Durante uma apneia, o nível de oxigênio no sangue pode cair e o dióxido de carbono pode se acumular, o que eventualmente dispara um mecanismo de emergência no corpo. Este mecanismo faz com que a pessoa acorde brevemente, muitas vezes com um engasgo ou um som de sufocação, para reabrir as vias aéreas. Este despertar, geralmente muito curto para ser lembrado, permite que a respiração volte ao normal.

A frequência com que essas pausas ocorrem é um indicador da gravidade da AOS. Em casos leves, podem acontecer de 5 a 14 vezes por hora. Em casos moderados, de 15 a 30 vezes por hora, e em casos graves, mais de 30 vezes por hora. Essas frequentes interrupções no sono impedem que a pessoa alcance as fases mais profundas e restauradoras do sono, levando a sintomas como sonolência diurna excessiva, irritabilidade e problemas de concentração.

Fatores de risco para a AOS incluem obesidade, estrutura anatômica anormal da garganta e mandíbula, consumo de álcool e sedativos, tabagismo, e histórico familiar de apneia do sono. O tratamento pode variar de mudanças no estilo de vida, como perda de peso e alteração da posição de dormir, a tratamentos mais invasivos como uso de CPAP ou cirurgia.

Apneia Central do Sono (ACS)

A ACS é menos comum e ocorre quando o cérebro não envia os sinais adequados aos músculos que controlam a respiração. Isso leva a períodos de respiração instável ou a pausas na respiração.

Vídeos Curtos

Sintomas da Apneia do Sono

Sintomas Comuns em Adultos

Os sintomas da apneia do sono nos adultos são frequentemente notados inicialmente por parceiros de cama ou familiares, e podem incluir:

  • Ronco Alto: Um dos sinais mais comuns, especialmente característico da Apneia Obstrutiva do Sono (AOS), onde o ronco é geralmente alto e interrompido por silêncios ou engasgos.
  • Episódios de Apneia: Interrupções observáveis na respiração durante o sono, notadas por quem dorme perto.
  • Despertar com Falta de Ar: O indivíduo pode acordar abruptamente durante a noite sentindo falta de ar, um reflexo do corpo para retomar a respiração.
  • Insônia: Dificuldade para manter o sono devido às interrupções na respiração.
  • Dor de Cabeça ao Acordar: Muitas vezes causada pela baixa oxigenação do sangue durante a noite.
  • Boca Seca ou Dor de Garganta ao Acordar: Resultado do esforço para respirar durante a noite.
  • Irritabilidade e Mudanças de Humor: Devido à privação de sono e à qualidade do sono prejudicada.
  • Dificuldade de Concentração: Falta de sono reparador pode afetar a função cognitiva.

Sintomas em Crianças

Os sintomas da apneia do sono em crianças podem não ser tão óbvios e são frequentemente confundidos com outros problemas comportamentais ou de desenvolvimento:

  • Problemas Comportamentais: Como hiperatividade ou irritabilidade, muitas vezes confundidos com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).
  • Déficit de Atenção: Dificuldade em manter a atenção em tarefas ou atividades.
  • Desempenho Escolar Prejudicado: Problemas de concentração e fadiga podem afetar o aprendizado e as notas.
  • Crescimento Retardado: Em casos graves, a apneia do sono pode afetar o crescimento normal, possivelmente devido a interrupções no hormônio do crescimento durante o sono.
  • Respiração Bucal: Muitas vezes associada a amígdalas e adenoides aumentadas, um fator comum na apneia do sono em crianças.
  • Ronco: Assim como nos adultos, o ronco pode ser um sinal de apneia do sono em crianças, embora possa não ser tão proeminente.
  • Padrões de Sono Inquietos: Crianças com apneia do sono podem se mexer muito durante a noite e ter um sono inquieto.

Importância do Diagnóstico e Tratamento

Tanto em adultos quanto em crianças, é crucial um diagnóstico preciso e um tratamento adequado para a apneia do sono. Sem tratamento, os sintomas podem levar a complicações de longo prazo, como problemas cardíacos e dificuldades cognitivas. Se suspeitar de apneia do sono, é importante consultar um médico para avaliação e orientação adequadas.

Nossas Unidades:

Unidade Brooklin

R. Alcides Ricardini Neves, 12

Bairro: Brooklin

WhatsApp 11 94164-5052

Unidade Tatuapé

R. Cantagalo, 692 Conj 618

Bairro: Tatuapé

WhatsApp 11 94164-5052

Unidade Campinas

Dr Paulo Coelho - Campinas

R. Antonio Lapa, 1020

Bairro: Cambuí

WhatsApp (19) 99813-7019

Riscos Associados à Apneia do Sono

A apneia do sono não tratada pode levar a várias complicações de saúde, como hipertensão, doenças cardíacas, diabetes, acidentes devido à sonolência diurna e problemas psicológicos como depressão.

Hipertensão

Pessoas com apneia do sono não tratada têm um risco significativamente maior de desenvolver hipertensão arterial. As frequentes interrupções no sono e a falta de oxigênio podem levar o corpo a liberar hormônios do estresse que aumentam a pressão arterial. Além disso, a oxigenação inadequada do sangue coloca um estresse adicional sobre o sistema cardiovascular.

Doenças Cardíacas

A apneia do sono está fortemente ligada a um risco aumentado de doenças cardíacas. A intermitência na respiração causa variações na pressão sanguínea e pode levar a arritmias cardíacas. Condições como fibrilação atrial, ataques cardíacos e insuficiência cardíaca estão relacionadas à apneia do sono não tratada.

Diabetes

Existe uma conexão entre apneia do sono e o risco de desenvolver diabetes tipo 2. As perturbações do sono e a oxigenação reduzida podem afetar a forma como o corpo utiliza a insulina e processa a glicose, levando a resistência à insulina, um precursor do diabetes.

Acidentes devido à Sonolência Diurna

A sonolência diurna excessiva é um dos efeitos mais imediatos e perigosos da apneia do sono. Isso aumenta o risco de acidentes no trabalho ou enquanto dirige, pois a sonolência afeta a atenção, os tempos de reação e a tomada de decisão.

Problemas Psicológicos

A apneia do sono pode ter um impacto significativo na saúde mental. A privação crônica de sono pode aumentar o risco de depressão, ansiedade e outras condições psicológicas. A fadiga crônica também pode afetar o humor, a motivação e a capacidade de lidar com o estresse.

Outras Complicações

Além dessas condições, a apneia do sono não tratada também está associada a um risco aumentado de obesidade, problemas de memória e concentração, e pode agravar outras condições de saúde existentes. Em crianças, pode afetar o desenvolvimento e o crescimento.

A Importância do Tratamento

Dada a gama de riscos potenciais associados à apneia do sono, o diagnóstico precoce e o tratamento adequado são fundamentais. Tratar a apneia do sono não apenas melhora a qualidade do sono e a qualidade de vida, mas também pode reduzir o risco de desenvolver essas complicações graves de saúde

Diagnóstico da Apneia do Sono

O diagnóstico da apneia do sono geralmente envolve uma avaliação médica, que pode incluir um histórico médico detalhado, exame físico e exames de sono, como a polissonografia.

Polissonografia

A polissonografia é um estudo do sono realizado em uma clínica especializada. Durante o exame, são monitorados vários parâmetros fisiológicos enquanto o paciente dorme, ajudando a identificar padrões anormais de sono.

Tratamentos para Apneia do Sono

Mudanças no Estilo de Vida

Para casos leves de apneia do sono, mudanças no estilo de vida podem ser altamente eficazes. Estas incluem:

  • Perda de Peso: A redução do peso pode diminuir ou até mesmo eliminar as pausas respiratórias em pessoas com sobrepeso ou obesidade.
  • Evitar Álcool e Sedativos: Estas substâncias relaxam os músculos da garganta, podendo agravar a apneia do sono.
  • Parar de Fumar: O tabagismo pode aumentar o inchaço e a retenção de fluidos nas vias aéreas superiores, piorando a apneia do sono.
  • Mudança na Posição de Dormir: Dormir de lado pode evitar que a língua e os tecidos moles obstruam as vias aéreas.

####

Aparelho Intra Oral

Estes dispositivos são uma alternativa para pacientes com AOS leve a moderada, ou para aqueles que não conseguem se adaptar ao CPAP:

  • Tipos: As órteses de avanço mandibular são as mais comuns. Elas avançam a mandíbula ligeiramente para frente, mantendo as vias aéreas abertas.
  • Customização: Geralmente são feitos sob medida por um dentista especializado em distúrbios do sono.

CPAP (Continuous Positive Airway Pressure)

O CPAP é indicado principlamente para casos mais severos. Funciona da seguinte maneira:

  • Funcionamento: O dispositivo usa uma máscara que cobre o nariz e/ou boca, fornecendo um fluxo constante de ar que mantém as vias aéreas abertas.
  • Adaptação e Uso: Pode ser necessário um período de ajuste para se acostumar com a máscara. A eficácia depende do uso consistente durante o sono.
  • Benefícios: O CPAP melhora significativamente a qualidade do sono e reduz os riscos de saúde associados à apneia do sono.

Conheça os Melhores CPAPs


Cirurgia

Em casos selecionados, especialmente quando há anormalidades estruturais, a cirurgia pode ser uma opção:

  • Uvulopalatofaringoplastia (UPPP): Remove tecido excessivo da garganta para alargar as vias aéreas.
  • Genioglossus Advancement: Avança o músculo que controla a língua, diminuindo a chance de obstrução.
  • Estimulação do Nervo Hipoglosso: Um dispositivo implantado que estimula o nervo controlador da língua durante o sono, mantendo as vias aéreas abertas.
  • Procedimentos Adicionais: Incluem correção de anormalidades nasais ou maxilofaciais e redução do volume de tecidos moles, como amígdalas e adenoides.

Cada opção de tratamento tem suas próprias indicações, benefícios e limitações. O tratamento ideal depende das características individuais do paciente e da gravidade da apneia do sono. É importante que o tratamento seja acompanhado e ajustado por um profissional de saúde especializado em distúrbios do sono.


Aparelho Intra Oral para o Ronco e a Apneia

Feito sob medida para você

anti ronco

Perguntas Frequentes

O que é apneia do sono?

A apneia do sono é um distúrbio que causa interrupções na respiração durante o sono, resultando em pausas temporárias na respiração.

Quais são os principais sintomas da apneia do sono?

Alguns sintomas comuns incluem ronco alto, sonolência durante o dia, fadiga, dificuldade de concentração e irritabilidade.

Quais são os fatores de risco para a apneia do sono?

Alguns fatores de risco incluem obesidade, histórico familiar, uso de tabaco, idade avançada, consumo de álcool e problemas estruturais nas vias respiratórias.

Como a apneia do sono é diagnosticada?

Geralmente, um diagnóstico é feito por meio de um estudo do sono, onde são monitorados padrões de respiração, frequência cardíaca, movimentos corporais e outros sinais.

Quais são os tratamentos disponíveis para a apneia do sono?

Os tratamentos podem variar desde mudanças no estilo de vida e perda de peso até o uso de aparelhos intra orais, dispositivos de pressão positiva contínua nas vias aéreas (CPAP) e, em casos graves, cirurgias corretivas.


Mais Artigos sobre o Ronco e Apneia

Apneia do Sono: Sintomas e tratamento com aparelho para apneia sono

Apneia o sono pode matar pois é um distúrbio respiratório muito sério

Cansaço mental pode ser causado pelo ronco e apneia do sono?

Ronco –  Descubra quais as causas do Ronco e como parar de roncar

Instituto do Sono – Como é feita a Polissonografia?

Anti Ronco: Aparelho Anti Ronco para parar de roncar e tratar a apneia

Cansaço emocional e suas consequências

Aparelho para Apneia do Sono – Conheça o IntraOral, o CPAP e os Fakes

Aparelho Intraoral para Ronco e Apneia do Sono

Como Tratar o Ronco e a Apneia

Ronco Forte Aumenta Chance de Câncer?

Falta de Desejo Masculino e Feminino causados pelo Ronco e Apneia

Faixa Fim do Ronco – Comprei mas não funcionou

Dr Paulo Coelho

Olá, seja bem-vindo! Eu sou o Dr. Paulo Coelho, com formação em Odontologia e Psicanálise, além de Mestrado em Ortodontia e Doutorado em Psicanálise com ênfase em Distúrbios do Sono. Atuo clinicamente em Campinas e em São Paulo, nos bairros do Brooklin e Tatuapé

Você também pode gostar...